Blog Brasilprev

Fique por dentro das principais notícias sobre previdência privada, mercado econômico, fundos de investimentos e tributos, além de dicas para o seu dia a dia.

banner

Saiba tudo sobre previdência privada!

A aposentadoria complementar é uma alternativa para a previdência social pública. É um investimento de médio e longo prazo que vai te ajudar a ter mais tranquilidade no futuro. Saiba tudo sobre previdência privada!

 

Está sonhando com uma aposentadoria tranquila e já quer começar a se planejar para atingir esse objetivo? Para isso é importante se atentar e descobrir tudo sobre previdência privada. Essa modalidade de investimentos é muito indicada para quem tem planos a médio e longo prazo. 

É muito comum pensar nesse momento como algo muito distante, mas quanto antes você começar a se preocupar com isso, mas tranquilidade terá no futuro. Saiba mais neste artigo!

Tudo que você precisa saber sobre previdência privada:

Existem muitas dúvidas sobre o assunto, por isso separamos algumas das principais perguntas para você entender tudo sobre previdência privada: 

 O que é a previdência privada? 

Essa modalidade também é conhecida como previdência complementar. É um investimento indicado para quem tem objetivos de médio e longo prazo e recebe esse nome porque funciona como uma alternativa ou complemento à aposentadoria paga pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Por isso, essa é uma opção muito viável para quem quer garantir um futuro financeiro confortável independente da Previdência Pública, até porque, desde a última reforma que passou a valer em 2019, contar com esse fundo pode se tornar um pouco mais complexo. 

Isso porque as novas normas trouxeram algumas mudanças como: 

 

  • idade mínima: 62 anos para mulheres e 65 para homens;
  • tempo de contribuição: o mínimo é de 20 anos para homens e 15 para mulheres;
  • valor da aposentadoria: para receber 100% da média de salários recebidos durante toda a vida, as mulheres precisam contribuir por 35 anos e homens por 40; 
  • pensão por morte: o novo benefício será de 60% do valor antigo;
  • aposentadoria especial: benefício que é voltado para trabalhadores expostos a agentes químicos, físicos e biológicos, porém não há mais a possibilidade de converter o período especial em tempo comum e é necessário trabalhar por mais tempo para receber o valor integral; 
  • servidor público: os trabalhadores devem contribuir por no mínimo 25 anos, sendo 10 no serviço público e ao menos 5 anos no cargo em que irá se aposentar. 

Por isso, a previdência privada passou a ser mais interessante e com um número menor de trabalhadores ativos contribuindo com o INSS, uma parcela da população percebeu que contar apenas com a previdência pública pode gerar maior desgaste, pois o benefício pode chegar quando o contribuinte estiver com uma idade muito avançada. 

Qual é o rendimento da previdência privada? 

O rendimento total da previdência privada depende de alguns fatores: 

  • montante contribuído ao longo dos anos: quem fez aplicações com valores mais altos, terá rendimentos maiores por consequência; 
  • retorno sobre investimentos: ao contratar seu plano você deverá escolher um fundo de investimento, por isso a importância de contar com bons profissionais na hora de contratar seu plano;
  • taxas e impostos: ambos podem diferir significativamente dependendo do plano e do fundo que você escolher.

Quais são os planos da previdência privada?

Existem duas principais categorias de previdência privada, o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Plano Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). Mas qual é a diferença entre PGBL e VGBL?

  • PGBL: O benefício fiscal está na dedução anual do valor investido no plano de previdência com um limite de 12% da renda bruta anual;
  • VGBL: o desconto incide somente sobre o valor dos rendimentos e não permite dedução do imposto de renda

Vantagens de investir em previdência privada 

Ao descobrir tudo que você precisa sobre previdência privada é interessante estar de olho em onde investir e quais são as vantagens. Saiba mais: 

  • invista o quanto quiser: com a Brasilprev você pode fazer pagamentos a partir de R$ 100,00 por mês;
  • defina como receber: é possível receber o retorno do investimento a partir dos 50 anos, a idade mínima;
  • desconto no imposto de renda: se você faz declaração do Imposto de Renda, pode optar por um plano no estilo PGBL e terá como vantagem a dedução de 12% no valor total anual do IR. 

Agora que você já entendeu o conceito e viu quais são os benefícios, que tal começar a planejar o seu futuro com quem entende tudo sobre previdência privada? Faça já a sua simulação com a Brasilprev!

Este conteúdo foi útil?

Gostou? Veja notícias similares

Whatsapp - Brasilprev